Entenda como AGRADECER pode evitar o desequilíbrio que tem levado pessoas a desenvolverem doenças depressivas.

Publicado por: Danielle Frison – 13/09/2019

Com certeza você já se pegou revivendo uma situação enquanto dirigia, caminhava, fazia compras ou vislumbrava uma paisagem incrível. Infelizmente na maior parte das vezes, os pensamentos se referem a situações que nos trazem emoções de tristeza, medo, angústia e frustração.

A frequência desses pensamentos nos desencadeia a ansiedade. Isso gera a falta de foco, insônia, compulsão por comida ou mesmo ausência de apetite, desânimo para novos projetos e planos de futuro.

Quando isso acontece, algumas pessoas se entregam de vez ao pensamento negativo. Elas acabam desenvolvendo doenças como depressão e síndrome do pânico. Outras iniciam desesperadamente a busca pela mudança, querem abrir mão de tudo e de todos, ter uma vida diferente, seguir seus sonhos. Mas será que temos que chegar aos extremos para mudar?

Como você pode ter uma vida mais equilibrada e sentir-se verdadeiramente realizado?

Você já pensou em AGRADECER?

 

Já reparou em quantas pessoas agradecem por algo em seu dia? Ou por quantas coisas você é grato hoje?

Esses dias, recebi um texto de um autor desconhecido que achei fascinante.

Ele explica como uma mesma história contada deforma diferente pode mudar a percepção de sua mente para o fato.

“Meu filho sofreu um acidente de carro aos 21 anos. Isso fez com que ele ficasse afastado alguns dias, sem salário, e com o carro detonado. Por que isso tinha que acontecer conosco?” (Como o pai do garoto contou a história).

“Meu filho passou por uma grande experiência de vida aos 21 anos. Sobreviveu sem nenhuma sequela a um grave acidente de carro. Somos gratos pela união de nossa família e pela chance de permanecermos todos juntos.” (Maneira como a mãe contou a história).

Quando olhamos o fato com gratidão, a angústia torna-se menor, a ansiedade diminui e o fato torna-se um aprendizado e não um “problema”.

Por exemplo, aquele dia em que você acordou atrasado e pegou um grande trânsito até o trabalho. Ao chegar, entrou na reunião que já havia começado e, ao final ainda levou um feedback negativo de seu chefe por isso.

Você pode pensar: “Caramba! Hoje nada está dando certo. Não é meu dia.”

Ou tem a opção de pensar: “Que bom que sai atrasado,aquele acidente podia ter sido comigo. Cheguei na reunião e nossa, eu estava fazendo falta! Tanto que ao final meu chefe veio me dar um feedback, porque ele sentiu isso.”

Ao olhar sob a perspectiva do segundo pensamento, talvez seu dia não tenha sido tão ruim, não acha?

“Não é a felicidade que nos faz agradecidos, mas sim o agradecimento que nos faz felizes!”

E quer saber do melhor? Perceber com gratidão os fatos do seu dia a dia só depende de VOCÊ!

Que tal experimentar?

 

As técnicas e ferramentas utilizadas nos processos de desenvolvimento da Sigma Desenvolvimento Humano exploram ainda mais essa mudança de mindset. Vamos conversar?

Voltar